Edusoft Tecnologia - Sistema Acadêmico Mentor Web

O desafio da inadimplência na educação: como driblar este problema?

Com a crítica situação econômica pela qual passa o Brasil, com alta inflação e perda do poder de compra dos brasileiros, a inadimplência da população é uma consequência inevitável. 

Um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que cerca de 40% dos brasileiros adultos estavam negativados até abril deste ano – o que corresponde a 61,94 milhões de pessoas.

Um dos setores mais afetados é o da educação, e cursos do Ensino Superior ganham destaque no segmento, com 43,5% das dívidas. Já o Governo Federal estima que atualmente existam cerca de 1 milhão de estudantes inadimplentes.

Causas da inadimplência

Aproximadamente 90% das profissões brasileiras apresentaram uma diminuição no poder de compra entre março de 2021 e o mesmo mês deste ano. O grande responsável foi a inflação, que superou a casa dos 11,7% no período, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Os dados do levantamento são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Infelizmente, para quem acabou perdendo seu emprego e fonte de renda, a educação – cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado, aperfeiçoamento – acabou deixando de ser uma prioridade, com muitos abandonando os estudos e até mesmo deixando de realizar o pagamento de mensalidades.

Outros motivos envolvem ainda o endividamento do estudante ou sua família pelo acúmulo de contas, imprevistos financeiros que acabam exigindo gastos extras ou mesmo a falta de planejamento financeiro da pessoa ou da família.

A falta de visibilidade sobre os seus compromissos financeiros com a instituição é outro motivador da inadimplência. Se o estudante/família não recebe periodicamente o boleto ou não tem acesso facilitado a ele, pode acabar esquecendo de realizar o pagamento. 

Práticas que a instituição pode adotar

A organização das finanças é algo que não somente os clientes devem adotar, mas também as empresas.

– Automatização da gestão

Para esta organização, a automatização da gestão administrativa pode gerar benefícios quando o assunto é a inadimplência escolar. Com um software ou sistema específico é possível, para a escola, ter ideia dos estudantes e seus responsáveis que se encontram em situação de inadimplência e propôr soluções para cada um.

Um dos benefícios é justamente o envio facilitado de faturas, ou ainda a disponibilidade de uma interface simples para que o cliente baixe este documento. 

– Descontos

É uma palavrinha que sempre chama a nossa atenção, em qualquer situação, afinal, todos querem ter alguma vantagem quando lidamos com dinheiro. Uma estratégia que pode estimular o pagamento em dia, ou até antecipado, é oferecer desconto na mensalidade para o estudante que pagar antes da data de vencimento. 

Assim os dois lados saem ganhando: o estudante/família paga menos no mês e a instituição garante o recebimento do valor, contando com dinheiro adiantado no caixa.

Outro desconto que pode ser oferecido é para famílias que têm mais de um estudante matriculado na instituição. Assim irmãos, ou pais e filhos que estudam juntos no caso de universidades, podem ter direito a uma mensalidade com valor diferenciado, estimulando o engajamento maior da família com a instituição.

– Formas de pagamento diferenciadas

Com a internet e automatização de inúmeros serviços, formas de pagamento foram ampliadas também.

Sua instituição pode oferecer o pagamento por meio de boleto bancário, que pode ser feito pelo internet banking ou agendado para ser efetuado em determinado dia, todos os meses.

O Pix também é uma forma de pagamento que veio para facilitar a vida de empresas e clientes. Tanto esta quando o boleto são formas de pagamento que podem proporcionar descontos aos estudantes e responsáveis, visto que são feitos à vista.

– Canal aberto para renegociação de dívidas

Quem nunca teve um imprevisto financeiro que acabou atrapalhando no pagamento de outras dívidas? Em casos assim é importante que a família saiba que pode procurar a instituição de ensino para conversar sobre seus impasses financeiros.

Um desconto para a quitação do débito, prazo maior para o pagamento, parcelamentos podem ser oferecidos para que a escola garanta o recebimento do valor e o aluno fique mais tranquilo com relação a seus compromissos.

Você tem mais alguma sugestão de como é possível lidar com esse tipo de situação? Conte para nós nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

7 + oito =

Receba nosso Newsletter

Criação de Sites em Blumenau por Vale da Web