Blog

Gestão Educacional

Critérios de avaliação – o que são e como servem para orientar a aprendizagem?

Critérios de avaliação

Essencial no diagnóstico da aprendizagem, a avaliação serve como uma bússola para o professor identificar se o conteúdo apresentado foi fixado de maneira eficaz pelo aluno. Através deste recurso é possível mapear as principais dificuldades da turma. Por isso, é indispensável que docentes sigam alguns critérios de avaliação na hora de analisar um trabalho ou prova.

Esses critérios de avaliação devem ser pensados no momento da elaboração do plano de trabalho docente e acompanhar a prática pedagógica. Também é importante que os professores compartilhem com os alunos quais são esses requisitos a serem avaliados, dando mais transparência no processo e ajudando-os a se concentrarem em suas expectativas.

Dependendo do tipo de trabalho os critérios podem mudar. No entanto, o indicado é que eles sejam simples e compreensíveis para o seu uso.

Importância da avaliação

A avaliação escolar é tida como uma maneira de diagnosticar a aprendizagem tanto individual quanto coletiva dos alunos. E ela pode trazer benefícios para estudantes e educadores.

Em relação aos alunos, existe a possibilidade dele verificar o andamento de seu aprendizado e buscar métodos para impulsionar seu desenvolvimento. Já na questão dos educadores, eles conseguem verificar se os estudantes atingiram as metas definidas. Em caso negativo, é possível trazer novo rumo à metodologia de ensino para que os objetivos sejam alcançados.

Lei de Diretrizes e Bases e os critérios de avaliação

Com a Lei de Diretrizes e Bases n° 9.394/96, que determina que haja uma avaliação contínua e cumulativa, escolas começaram a buscar novas perspectivas para avaliar os jovens. Isso é importante para implementar maneiras em que os docentes consigam perceber todas as lacunas do aprendizado de um aluno. Até porque cada pessoa tem uma maneira própria de aprender.

A seguir, listamos algumas dicas para ajudar no processo de criação de critérios de avaliação:

Conheça seus alunos

O relacionamento escola-aluno-pais deve sempre ser incentivado, pois no momento em que a instituição de ensino conhece as dificuldades de cada estudante fica mais fácil estabelecer maneiras de avaliá-los e ser justos com eles.

Algumas crianças não se dão bem em provas por conta da pressão, mas surpreendem em trabalhos coletivos ou individuais. Sem falar que essa aproximação ajuda a transformar um cenário difícil em resultados positivos. Até para adequar cada turma aos métodos de ensino necessários para um bom aprendizado.

Projetos extraclasse

Projetos extraclasse

Atividades extraclasse também podem servir como parte dos métodos avaliativos. Um exemplo disso são as feiras de ciências e gincanas. Estas são excelentes maneiras de oferecer ao aluno oportunidade para que ele coloque em prática o que foi visto em sala de aula e também de avaliar seu desempenho.

Participação nas aulas

Um aluno que participa das aulas não necessariamente é aquele que enche o professor de perguntas ou faz comentários o tempo todo, mas que está atento ao que é apresentado. Fazer as tarefas, ter atenção constante, frequência ou mesmo participar das dinâmicas são formas de mostrar conhecimento. Desta maneira, reconhecer o esforço dos alunos e avaliá-los individualmente é uma maneira justa de deixar eles mostrarem seu melhor em diferentes momentos.

Provas periódicas

Testes que medem o nível de conhecimento também são importantes. Não somente para avaliar o desempenho do estudante, mas para analisar o bom desenvolvimento das aulas por parte do professor. As avaliações contribuem para um fluxo constante de estudos e para a fixação do aprendizado.




Quer saber mais sobre as soluções da Edusoft?

Solicite uma demonstração


(47) 2111-2222

comercial@edusoft.com.br