Edusoft Tecnologia - Sistema Acadêmico Mentor Web

Como incentivar a conexão com a biblioteca em tempos de tecnologia

Como incentivar a conexão com a biblioteca em tempos de tecnologia

Tempo de Leitura: 6min

De acordo com a publicação Retratos da Leitura no Brasil, feita pelo Instituto Pró-Livro, 52% da população brasileira tem o hábito da leitura, com a bíblia e jornais como os materiais mais lidos. A mesma pesquisa mostra que 44% da população não lê e 30% nunca comprou um livro. O estudo foi realizado entre o final de 2019 e o início de 2020.

O número fica aquém do ideal e a ascensão da conexão à tecnologia não ajuda muito na adesão à leitura, visto que televisão, redes sociais, jogos de computador ou videogame podem ser mais atrativos do que um livro, em muitos casos.

A leitura é um daqueles hábitos que geralmente são incentivados em casa, pelos pais, desde antes dos pequenos ingressarem na escola. Quanto mais preferência pela leitura os pais têm, mais vão incentivar a prática aos filhos.

Mas, e quando os pais não têm esse costume? É possível estimular o hábito nos jovens? No material abaixo apresentamos algumas formas de incentivar a leitura e a conexão com a biblioteca escolar e nos estudantes. Acompanhe!

Fortalecer os benefícios da leitura

Para começar a conversa com os jovens, sejamos didáticos. É importante colocar para eles os pontos positivos de ler bons livros. Uma ideia é escolher uma aula no início do ano letivo para debater tal atividade. veja a seguir.

Foque em argumentos como:

– Leitura é uma ótima forma de aumentar o conhecimento sobre qualquer tema;

– Melhora a escrita e o vocabulário (ótimo para a hora de escrever uma redação no ENEM ou em uma prova da escola);

– Dá a oportunidade de refletir sobre assuntos variados, aprimorando a capacidade de interação com outras pessoas;

– Um bom livro é uma ótima opção de lazer, proporcionando diversão e despertando emoções a qualquer momento.

Espaço atrativo e bem estruturado

A biblioteca da escola é um espaço utilizado tanto durante o horário de aula quanto fora dele. Durante o intervalo, o aluno pode aproveitar aqueles minutos para escapar do corre corre que geralmente acontece no pátio, buscando refúgio no ambiente. 

Uma decoração – quadros e pinturas nas paredes – moderna e atrativa, mesas com cadeiras confortáveis, pufes e almofadas para sentar são o atrativo ideal para os jovens.

Prateleiras organizadas e bem posicionadas na biblioteca também têm efeito garantido. Que tal deixar os “lançamentos” logo perto da entrada? Colocar em uma mesa as novas revistas que chegaram, escolhendo estrategicamente as capas e os temas, para que os visitantes conectem-se tanto com o material físico quanto com a lembrança de alguma prova ou trabalho escolar sobre aquele assunto.

Apresente a magia dos livros

A leitura é um hábito que deve ser incentivado desde a infância, pelos pais ou responsáveis das crianças. Mas não é por isso que não deve ser reforçado na escola.

Para os anos iniciantes, uma sugestão é buscar um livro com o tema que esteja sendo trabalhado e promover um momento de contação de histórias – quem sabe até fora da sala de aula, no auditório ou no teatro da escola.

Capriche na escolha dos temas e dos materiais! Os clássicos nunca morrem, mas é bom inovar com livros que abordem temas atuais e que ajudem a criança a entender seus sentimentos e valores, o que auxilia no seu desenvolvimento pessoal.

Incentive a ida do aluno à biblioteca fazendo um clube de leitura, por exemplo. Após um determinado período, algumas semanas ou um mês, todos se juntam na biblioteca para discutir a mensagem daquele material, a “moral da história”.

Eventos na biblioteca

A utilização da biblioteca pode ir além de apenas empréstimo de livros e consulta para trabalhos escolares. Apesar de normalmente ser um local para silêncio, ela é um ambiente vivo e, como tal, pode comportar eventos literários.

Feiras de compra, venda e troca de livros podem ser uma boa ideia para a atualização da biblioteca pessoal dos alunos, ou até mesmo o início de uma. Também é interessante promover um dia com uma temática específica do mundo da literatura, de acordo com o gosto dos alunos – o dia do anime e cosplay, por exemplo.

Um sarau literário na escola pode aproximar os jovens da cultura em geral, com apresentações de música e dança, leitura de poemas ou trechos de livros, e até mesmo a apresentação de textos escritos pelos próprios alunos, trabalhados ao longo do semestre.

Tecnologia a favor da cultura

Não é possível ignorar o fato de que muitos jovens preferem o celular ou computador à leitura. Mas é possível juntar os dois universos, já que muitos livros estão disponíveis em formato digital. 

Aplicativos que registram o progresso das leituras podem ser usados para criar uma “competição saudável” entre os adolescentes.

Além disso, com um sistema de gerência do acervo físico é muito mais fácil para a escola administrar os títulos presentes na biblioteca física. Através de uma plataforma ou aplicativo, o responsável pelo espaço pode cadastrar informações que os professores e alunos podem buscar, reservando um livro desejado quando necessário.

Da mesma forma, ter uma plataforma integrada a bibliotecas digitais, onde constam obras que podem ser acessadas pelo celular ou computador, amplia as possibilidades oferecidas aos alunos. 

E para fins pedagógicos, o professor pode trabalhar com obras nacionais ou estrangeiras, mesmo que não estejam presentes na biblioteca física e em quantidade para todos os alunos!

Na Edusoft tem!

Contamos com o módulo de gestão de biblioteca na nossa plataforma Mentor Web. Através dele é possível a automatização de bibliotecas e centros de documentação. Sendo possível fazer a catalogação, pesquisa, empréstimo, controle e aquisição dos livros.

Assim, fica mais fácil, prático e rápido ter conhecimento das obras que a escola possui, tanto para os professores quanto para alunos. Além disso, a instituição também tem pleno controle da biblioteca, de suas obras, sabendo quando é necessário fazer novas aquisições, por exemplo. Bem como é possível fazer a integração com o módulo de tesouraria para o gerenciamento das multas da biblioteca.

Curtiu as dicas? Deixe nos comentários quais você já coloca em prática na sua escola e quais você adicionaria à lista!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × dois =